Filho que foi rejeitado ganha na Justiça indenização de R$ 100mil por abandono afetivo.

              O Tribunal de Justiça de São Paulo condenou um pai a pagar R$ 100 mil de indenização para o filho que não teve afeto. Consta do processo que o genitor sempre se negou a assumir a paternidade do filho, concebido fora do casamento, fugindo de todas as obrigações parentais. Durante toda sua infância e juventude, agiu sempre com frieza, ao contrário do que dispensava aos seus demais filhos, que sempre tiveram apoio moral, afetivo e financeiro.

              O filho, hoje com 40 anos de idade, moveu ação contra o pai, visando o reconhecimento da paternidade, a qual tramitou por dezessete anos, culminando na confirmação da filiação. Os fatos causaram à parte danos de ordem moral, decorrente do sofrimento, da ausência e rejeição da figura paterna.

              Processo n. 1032795-91.2014.8.26.0506 TJSP

PERGUNTE AO ADVOGADO                      advogado, porto, alegre                  advogado, porto, alegre

Nome:
Telefone:
E-mail:
Mensagem: